Tuesday, November 15, 2005

Aprendendo com textos II

Aqui está a segunda parte das minhas reflexões sobre o software Sherlock e a questão do aprender com textos:

Metacognição e o Sherlock


David Carraher, cientista do conhecimento, que viveu durante muitos anos no Brasil e hoje trabalha num centro de pesquisas em Boston, está sempre envolvido com problemas de metacognição. Em seus estudos e propostas, David procura encontrar caminhos para ajudar os aprendizes a pensarem sobre seu conhecimento pessoal. Um dos desses caminhos é o Sherlock, um software educacional que oferece muitas oportunidades para o uso da gramática inconsciente aprendida na infância.

O Sherlock é muito simples. Trata-se de um ambiente onde é possível produzir um texto com lacunas ou com palavras embaralhadas. Para o aprendiz, o desafio é o de recuperar as palavras retiradas do texto original (lacunas) ou descobrir a palavra original em cada conjunto de letras embaralhadas. Além disso, há no ambiente algumas ajudas (identificação de categoria da palavra procurada, dicas ou definições, exposição rápida do texto original) para as pessoas que julgarem o desafio muito difícil. Todas essas características convertem os textos editados no Sherlock num jogo interessante.

Como é que algo tão simples como lacunas ou palavras embaralhadas desperta interesse? A chave para uma resposta é o espírito investigativo que mora em todas as pessoas. Um texto editado no Sherlock tem certo mistério; mas um mistério que pode ser resolvido, pois texto e contexto estão repletos de pistas que um bom investigador pode utilizar. Provavelmente você já leu palavras ausentes de algum escrito mal revisado, ou ‘viu’ letras que não estavam escritas no original. Esse mecanismo é natural: para entender um texto com alguma falha, quase todos os leitores são capazes de realizar semelhante façanha (providenciar inconscientemente letras ou palavras para dar sentido ao texto). E para tanto, todos nós usamos a gramática aprendida nos primeiros anos de vida.

1 Comments:

Anonymous Artigos e Textos: Informática e Educação said...

Parece ser mesmo muito interessante este software. Ótimo post.

1:59 PM  

Post a Comment

<< Home