Thursday, November 16, 2006

Efeitos ambientais das ferramentas

Na postagem de ontem, comentei um dos apectos marcantes do romance Diagnosis, de Alan Lightman: o sentimento de urgência que invadiu a vida de usuários de celulares. Educadores ilustres dirão que basta direcionar de modo equilibrado a utilização da citada ferramenta de comunicação. Esse é um discurso ingênuo. Como já observou Neil Postman, a grande questão não é o plano de utilização das ferramentas, a grande questão é que uma determinada ferramenta está sendo utilizada. Cada ferramenta tem suas próprias demandas, não importando muito nossas boas intenções de como controlar suas utilizações.
Lembrei-me de registrar esta observação ao ler uma pequena nota de Steven Mithen em After the Ice. Ao comentar os primeiros movimenetos da domesticação do gado na África por volta de 9.000 anos AC, o paleantólogo inglês observa: os animais dos primeiros pastores eram muito mais que bens econômicos fornecendo leite, sangue, carne e couro; [com a domesticação do gado] a vida dos pastores e os seus rituais, e alguns diriam sua própria maneira de pensar, estavam intimamente entrelaçadas com suas bestas. (p. 497).
Em poucas palavras: as novas bestas que estamos criando e introduzindo em nosso meio ambiente mudam tudo, não são apenas conveniências para tornar a vida mais eficiente ou agradável...

2 Comments:

Blogger gisele said...

Olá, prof Jarbas!
Navegando por aí encontrei seu blog, e adorei suas reflexões. Sou assessora pedagógica da CRTE antigas NTE. O estudo do uso das ferramentas tecnológicas é um tema bastante presente em meu cotidiano. Seu endereço ficará registrado no meu blog p auxiliar meus estudos.
Abçs
Gisele

1:50 PM  
Blogger gisele said...

Eis que depois de uma tarde frustrante em que as atividades não renderam e as coisas não aconteceram c eu desejava, algo me fez sorrir! Como uma das ultimas atividades do dia venho verificar meu blog e encontro seu recado! Será uma honra te-lo por aqui!!!
abçs Gisele

11:46 AM  

Post a Comment

<< Home