Wednesday, April 30, 2008

Avaliação do videojogo

Hoje o Secretário do Trabalho viu o videojogo Caminhos do Trabalho. Ele fez um comentário entusiasmado: "esse material fala sobre vida...". Gostei. Era essa a nossa intenção: criar um ambiente vivo com o qual o trabalhador estudante pudesse dialogar. Evitamos na produção todo e qualquer "pedagogês". Evitamos também todo e qualquer academicismo. Evitamos, finalmente, aquele didatismo chato odiado por espectadores super alfabetizados em tecnologias da imagem.
É provável que acadêmicos e didatas critiquem o modo de abordar o desemprego e a busca por trabalho de nosso herói. Isso será mais um ponto a favor, mostrando que acertamos na forma e no conteúdo.

Tuesday, April 29, 2008

Videojogo Caminhos do Trabalho

Ficou pronto o Videojogo Caminhos do Trabalho, um vídeo construído nos moldes da série Decisions/Decisions de Tom Snyder. Trata-se de uma produção da Fundação Padre Anchieta para o projeto Qualificação Profissional da SERT (Secretaria de Emprego e Relações de Trabalho do Estado de São Paulo).
A idéia central é a de oferecer aos alunos, trabalhadores com biografias que revelam dificuldades para encontrar e manter emprego numa economia mutante e exigente, a oportunidade de tomarem decisões bem fundamentadas em aventuras de busca de trabalho. Tudo começa com uma situação problema cujo desdobramento se abre para diversos caminhos. Os alunos, em grupo, discutem a situação e tomam uma decisão informada por seus conhecimentos. A história continua de acordo com a decisão tomada e termina com novos desdobramentos que precisam ser discutidos antes da escolha de um novo caminho. E assim as coisas caminham durante cinco ou seis rodadas. A história termina em algum ponto da vida do herói de acordo com as escolhas feitas pelos alunos.
Esse modelo deu origem a uma série de softwares muito interessantes. O material produzido pela Fundação Anchieta reproduz e adapta o modelo para uma história cujo enredo depende das escolhas feitas pelos alunos em cada fase de decisão.
Fernando Fonseca de Moraes, assessor de educação da Vice Presidência da Fundação e meu antigo companheiro no PIE- Programa de Informática e Educação, teve a idéia de usar o modelo de Tom Snyder numa produção de vídeo e me convidou para desenvolver a estrutura inicial do material. No processo, o trabalho competente do roteirista Márcio Araújo deu vida à proposta. E o mesmo Márcio dirigiu as gravações. O produto final está muito bom. Agora só falta ver como os professores vão dar alma ao videojogo. Informações mais detalhadas sobre Caminhos do Trabalho seguirão em outros posts. Por enquanto eu só queria fazer um registro de uma produção da qual tive o privilégio de participar.

Sunday, April 13, 2008

Efeitos visuais em Powerpoint